A condição

O QUE É A ESCOLIOSE NEUROMUSCULAR ou ESCOLIOSE PARALÍTICA?

A escoliose neuromuscular é uma curvatura lateral da coluna vertebral frequentemente causada por distúrbios musculares, nervosos ou neurológicos, como paralisia cerebral e espinha bífida. Ao invés de uma linha reta ao longo do centro das costas, a coluna de uma criança com escoliose neuromuscular se assemelha mais a uma letra "C". Além disso, a coluna pode estar girada ou torcida, puxando as costelas junto com ela e formando uma curva multidimensional.

A escoliose neuromuscular é a segunda forma mais comum de escoliose, após a escoliose idiopática. Ela é mais grave em pacientes cuja condição os impede de caminhar e pode continuar a se agravar até a idade adulta.

Fique atento

QUAIS oS RISCOS E SINTOMAS DA ESCOLIOSE PARAlÍTICA?

A escoliose causada por paralisia cerebral ou doenças neurológicas pode trazer ao paciente alguns riscos:

Ausência de dor indicativa do problema 

Crianças com escoliose neuromuscular geralmente não sentem dores na condição.

Desequilíbrio muscular 

A maioria das crianças com escoliose neuromuscular tem pouco equilíbrio e má coordenação do tronco, pescoço e cabeça.

Dificuldade respiratória

A escoliose neuromuscular pode levar à síndrome da insuficiência torácica.

Problemas de mobilidade

A escoliose neuromuscular pode trazer problemas para sentar-se.

Dificuldade em relação a higiene

A escoliose neuromuscular pode trazer algumas dificuldades em relação aos processos de higiene diária da criança.

Fique atento

QUAIS oS RISCOS E SINTOMAS DA ESCOLIOSE PARAlÍTICA?

A escoliose causada por paralisia cerebral ou doenças neurológicas pode trazer ao paciente alguns riscos:

Congênita 

Presente desde o nascimento causada por problemas no desenvolvimento fetal.

Neuromuscular

Causada por problemas neurológicos ou musculares.

Idiopática

Sem causa conhecida, a mais comum.

Secundária

Causada por outra condição médica.

Consultas e exames

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO da escoliose CAUSADA POR DOENÇAS NEUROLÓGICAS?

O diagnóstico da escoliose paralítica são realizados exames físicos e uma inspeção visual da coluna do paciente, também é feita uma revisão do histórico do paciente, assim será avaliado a extensão e efeitos da escoliose e da doença neuromuscular subjacente. Para um diagnóstico mais preciso são realizados alguns exames como:

Raio-X sentado

Essa radiografia é feita para observar a posição estática da coluna. Também pode ser realizada uma radiografia com tração, na qual os técnicos e os pais auxiliam segurando a criança, a fim de alinhar a coluna e verificar a mobilidade existente.

Avaliação clínica

É realizada uma avaliação clínica para identificar possíveis impactos nas costas, avaliar o grau de força muscular e a coordenação motora. Além disso, é feito um exame neurológico para verificar a presença de espasticidade (rigidez muscular).

Agende uma consulta para avaliação e comece a
cuidar da saúde da sua coluna.

(11) 91457-1768

Tratamentos não cirúrgicos

COMO É FEITO O TRATAMENTO da escoliose?

Para definir o tratamento da escoliose, são considerados diversos fatores, incluindo o ângulo de Cobb e o potencial de crescimento do paciente.

O ângulo de Cobb é uma medida radiográfica que avalia a magnitude da curvatura da coluna vertebral. Em pacientes com curvas menores que 25 graus, é indicada observação clínica e exercícios específicos para fortalecer a musculatura da coluna e melhorar a postura. Quando a curvatura está entre 25 e 45 graus, é indicado o uso de colete para ajudar a corrigir a curvatura e evitar sua progressão. Em casos mais graves, com curvas acima de 45 graus, a cirurgia pode ser necessária para corrigir a deformidade.

É importante levar em consideração o potencial de crescimento do paciente, especialmente em crianças e adolescentes. Pacientes esqueleticamente imaturos têm maior potencial de progressão da curvatura e podem precisar de tratamento mais agressivo para evitar complicações futuras.

Tratamentos cirúrgicos

Quais as opções cirúrgicas para a escoliose neuromuscular?

Em casos de necessidade de cirurgia, o tipo de cirurgia recomendada dependerá do grau da curva espinhal do paciente, da idade e do estágio de crescimento da criança.

Implante de hastes de crescimento

Esse é o procedimento cirúrgico mais indicado para crianças que ainda estão em fase de crescimento.

A cirurgia da haste de crescimento é feita através da parte de trás da coluna vertebral. Na maioria dos casos, a curva nas costas da criança é atravessada por uma ou duas hastes sob a pele para evitar danificar o tecido de crescimento da coluna vertebral. As hastes estão presas à coluna vertebral em dois pontos — acima e abaixo da curva e vão se esticando com o crescimento da coluna.

Clique e confira como é feita a cirurgia

Fusão Espinhal

Este procedimento é mais adequado para crianças que atingiram a maturidade esquelética ou para as quais as hastes em crescimento não são uma consideração.

Se o seu filho parou de crescer ou há pouco potencial — ou as hastes em crescimento não são uma opção cirúrgica viável — a fusão espinhal pode ser recomendada como uma opção para corrigir e estabilizar permanentemente a coluna vertebral. Usando a fusão bipolar ou a artrodese pedicular, ambas habitualmente fazem uma fusão toracolombopelvica (da coluna torácica a bacia). Desta forma conseguimos equilibrar e estabilizar a curva, impedindo permanentemente a progressão da escoliose bem como suas complicações.

Costelas de titânio protéticas expansíveis verticais (VEPTR)

Essa cirurgia pode ser recomendada para crianças com escoliose neuromuscular que também está afetando o desenvolvimento da costela e do pulmão, causando a síndrome da insuficiência torácica, que quando não tratada pode ser fatal.

Na cirurgia VEPTR, as costelas de titânio expansíveis são implantadas nas costas e no peito de uma criança e ancoradas na coluna vertebral, costelas, pélvis ou clavícula. O VEPTR ajuda a corrigir e estabilizar a coluna curva, permitindo que as costelas, pulmões e coluna do seu filho cresçam e se desenvolvam mais plenamente.

Este dispositivo implantado precisará ser expandido ou alongado a cada seis a oito meses à medida que seu filho cresce. Seu filho precisará retornar ao hospital para uma pequena cirurgia para ajustar as hastes até a maturidade esquelética (cerca de 14 anos para meninas e 16 anos para meninos) ou antes, caso haja sinais.

Potencial de melhora

Qual é a perspectiva a longo prazo para crianças com escoliose neuromuscular?

A perspectiva de uma criança depende menos da sua escoliose e mais da natureza, gravidade e impacto geral da sua doença neuromuscular. Com uma cirurgia bem-sucedida e cuidados pós-operatórios atenciosos, seu filho pode:

Retornar ao nível funcional que alcançou antes de precisar da cirurgia.

Ter uma coluna mais reta e equilibrada.


Encontrar mais facilidade para sentar.

Ter o potencial de melhorar a função pulmonar e reduzir a suscetibilidade à pneumonia.


Lembre-se de que cada caso é único e os resultados podem variar. É importante discutir essas possibilidades com o médico especialista que acompanha o seu filho para obter informações mais precisas e específicas sobre o prognóstico dele.

Saiba mais

ACOMPANHE AS PUBLICAÇÕES

Entenda mais sobre a escoliose, os tipos, classificações, tratamentos e
conheça melhor o trabalho do Dr. Henrique Noronha nessa área.

25/08/2023

Manejo da Dor Relacionada à Escoliose: Dicas e Tratamentos

A escoliose é caracterizada por ser uma curvatura na coluna vertebral em formato de “C” ou “S”, que pode ser progressiva e se agravar ao longo […]
29/05/2023

Escoliose Congênita: Causas, sintomas e tratamentos

A menos comum das escolioses entre jovens, a escoliose congênita é uma curvatura lateral da coluna vertebral que ocorre desde o nascimento do bebê. Segundo dados […]
10/03/2023

Exercícios para escoliose: 9 técnicas para você fazer em casa!

Dr. Henrique Noronha

CRM 124965 | RQE 46824

Ajudar as pessoas a aliviarem suas dores relacionadas a coluna é algo que faz parte da minha rotina, não só da minha profissão.

Amo o que faço e por isso, além de ajudar meus pacientes, tenho como objetivo ajudar o maior número de pessoas possíveis, explicando pra você sobre a saúde da sua coluna.

Minha formação é voltada para a excelência na intervenção cirúrgica, o que me leva a buscar constantemente novas tecnologias e me dedicar ao aprimoramento em conjunto com profissionais de outros países.

Espero poder ajudá-lo(a) através dos meus conteúdos ou até mesmo como seu especialista, seria uma honra poder contribuir para a saúde da sua coluna.

Dr. Henrique Noronha

CRM 124965 | RQE 46824

Ajudar as pessoas a aliviarem suas dores relacionadas a coluna é algo que faz parte da minha rotina, não só da minha profissão.

Amo o que faço e por isso, além de ajudar meus pacientes, tenho como objetivo ajudar o maior número de pessoas possíveis, explicando pra você sobre a saúde da sua coluna.

Minha formação é voltada para a excelência na intervenção cirúrgica, o que me leva a buscar constantemente novas tecnologias e me dedicar ao aprimoramento em conjunto com profissionais de outros países.

Espero poder ajudá-lo(a) através dos meus conteúdos ou até mesmo como seu especialista, seria uma honra poder contribuir para a saúde da sua coluna.

Hospitais que atuo

Excelente
Com base em 244 avaliações
Rodrigo Oliveira
Rodrigo Oliveira
30/08/2023
Dr Henrique muito atencioso, ouviu pacientemente minhas queixas e me alertou em vários pontos para solucionar o problema, realmente é um especialista.
Nivia Muniz
Nivia Muniz
30/08/2023
Excelente profissional, uma equipe muito competente. É muito bom estar em um lugar onde você é tratado com respeito. Obrigada pela dedicação, paciência, competência e calor humano em todos os atendimentos!
Alexandra Oliveira
Alexandra Oliveira
30/08/2023
Boa tarde a todos. Gostaria de agradecer por toda equipe do Hospital ACCD e Dr Henrique pelo cuidado pela minha vida.
Sibele -
Sibele -
30/08/2023
Dr Henrique excelente profissional, transmite muita confiança e conhecimento. Fiz cirurgia lombar , ele esclarece todas suas dúvidas te deixando bem segura para a cirurgia! Super indico !
Priscila Priscila Santos
Priscila Priscila Santos
03/08/2023
Adorei o ambiente, atendimento perfeito tanto na recepção quanto na consulta, o doutor muito atencioso, explica tudo muito bem, não deixa dúvidas em relação ao que perguntamos e muito bom profissional 🥰🥰🥰
Vani Mabelini
Vani Mabelini
29/06/2023
Excelente
Rob Luvisotto
Rob Luvisotto
29/06/2023
O Dr. Henrique nos atendeu com muito carinho e paciência, já que essa foi minha primeira teleconsulta. Realizou os testes necessários e explicou com segurança qual a condição do meu filho e todo o caminho que deveremos seguir em seu tratamento. Usou palavras de fácil entendimento e foi super preciso. Estou super satisfeita com a consulta. Em seis meses retornaremos a nova consulta. Mais uma vez, muito obrigada Dr. Henrique!
Marcelo Ruiz Lucas (Irmão M Lucas)
Marcelo Ruiz Lucas (Irmão M Lucas)
28/06/2023
Excelente Atendimento! Explica claramente quais são as opções e os procedimentos necessários.