A Cirurgia Endoscópica da Coluna Vertebral ou Cirurgia por Vídeo da Coluna (Endoscopia de Coluna) é uma técnica minimamente invasiva que tem revolucionado o tratamento dos problemas das dores na coluna.

A constante melhora tecnológica dos instrumentos e os avanços da técnica cirúrgica para a realização da cirurgia por vídeo permitem que o cirurgião de coluna possa acessar, visualizar e tratar patologias da coluna previamente acessíveis apenas por meio de abordagens cirúrgicas abertas.

O procedimento é indicado para doenças degenerativas com compressões neurais, como, por exemplo, a hérnia de disco. Mas a técnica também permite tratar outros problemas como as estenoses vertebrais e dos forames neurais, que é o estreitamento dos canais neurais da coluna vertebral.

Quer saber mais sobre endoscopia de coluna? Continue com a gente e tire todas as suas dúvidas!

Como é realizada a cirurgia endoscópica da coluna?

Para realizar a Cirurgia por Vídeo da Coluna ou Endoscopia da Coluna, o cirurgião introduz um fino tubo (cânula), através de uma pequena incisão, até o local do problema, nela passará uma câmera com fibra ótica na parte interna do endoscópio que transmitirá as imagens por vídeo em um monitor.

O cirurgião, então, através de instrumentos especiais e de alta precisão, consegue, sob visualização direta, remover partes do disco lesado e fragmentos herniados, descomprimindo e aliviando a pressão no nervo e dentro do disco. Após a remoção, todo o instrumental é retirado cautelosamente e a musculatura retorna ao seu local. 

Muitos pacientes sentem alívio imediato dos sintomas logo após o procedimento.

Quais são os problemas de coluna tratados com a endoscopia de coluna?

O avanço das técnicas endoscópicas tornou possível o seu uso em praticamente todas as áreas de cirurgia de coluna. As principais condições tratadas com a endoscopia de coluna são:

👉 Saiba mais: Tudo sobre Hérnia de Disco: O que é, sintomas e tratamentos

Cirurgia Endoscópica da Coluna x Cirurgia Tradicional de Coluna

A endoscopia da coluna não deve ser confundida com procedimentos tradicionais, como no caso de uma cirurgia clássica de hérnia de disco. 

A endoscopia é realizada de maneira diferente, oferecendo aos pacientes muitos benefícios e vantagens, tais como:

Benefícios x Riscos da Endoscopia da Coluna

Como acontece em todo e qualquer tipo de cirurgia, há sempre benefícios e riscos associados. Sendo assim, antes de qualquer procedimento, é fundamental que o paciente converse com seu médico especialista

Benefícios

É considerado um procedimento minimamente invasivo porque apenas uma pequena incisão é necessária e o direcionamento direto ao local cirúrgico causa  menos traumas na pele, músculos e tecidos moles, resultando em menor perda de sangue e uma recuperação mais rápida do que aqueles pacientes que se submetem a uma cirurgia tradicional mais invasiva. 

Além disso, a maioria dos procedimentos de endoscopia da coluna pode ser concluída em até 1 ou 2 horas, permitindo que o paciente fique de pé e tenha alta hospitalar após algumas horas da cirurgia.

Riscos Potenciais

A endoscopia da coluna é uma técnica cirúrgica altamente especializada ainda pouco difundida. 

Sendo assim, e de um modo geral, poucos cirurgiões de coluna executam essa técnica com regularidade para serem proficientes. 

Geralmente, a cirurgia endoscópica da coluna não é adequada para casos de instabilidade espinhal clara, correção de deformidades (escolioses, hipercifoses, entre outras) e traumas.

Qual anestesia se faz para endoscopia de coluna?

As endoscopias transforaminal lombares são passíveis de serem realizadas tanto com o paciente sob anestesia geral ou sob sedação. A endoscopia interlaminar lombar é realizada sob anestesia geral. 

Dessa forma, a escolha do tipo de anestesia depende de cada caso e da preferência do cirurgião especialista em coluna.

Qual o tamanho do corte da endoscopia de coluna?

A incisão da pele na endoscopia de coluna tem aproximadamente 1 cm.

Preciso ficar internado após cirurgia endoscópica de coluna?

Depende de alguns fatores, como presença de dor, horário de término da cirurgia, preferência pessoal do cirurgião e do paciente. Dessa forma, é possível receber alta no mesmo dia ou no dia seguinte à operação.

Como é o pós operatório da endoscopia de coluna e qual o tempo de recuperação?

Após a recuperação pós anestésica, o paciente é levado para o quarto do hospital. Nesse momento, provavelmente já conseguirá sentar e levantar com cuidado para dar seus primeiros passos após o procedimento cirúrgico. Estará com um pequeno curativo no local da incisão. Caso já se sinta seguro, terá alta para casa com as medicações conforme prescrição médica.

A fase de cicatrização leva ao redor de 7-10 dias quando deverá retornar com seu médico para retirada dos pontos. Nesse período deve evitar sobrecarga na coluna e movimentos de flexão/rotação da coluna. Evitar dirigir por 2 a 4 semanas. Após a cicatrização da ferida cirúrgica, iniciará fisioterapia motora e trabalho de reabilitação motora e postural.

Atividades de maior esforço são liberadas após 6 a 8 semanas. Vale a pena lembrar que cada caso deve ser avaliado de forma individual e de acordo com a equipe médica.

Após cirurgia endoscópica, a hérnia de disco pode voltar?

Sim, recidivas ocorrem em até 20% dos casos em cirurgias de hérnia de disco. Entretanto, nem toda recidiva precisa ser operada.

Quanto custa uma cirurgia endoscópica de coluna?

Ainda importada de países como Alemanha e EUA, a tecnologia necessária para a cirurgia endoscópica de coluna demanda um investimento inicial que varia de R$ 80 mil a R$ 100 mil, e um custo médio de R$ 15 mil a R$ 25 mil por procedimento realizado.

A boa notícia é que a a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) regularizou a “endoscopia de coluna” como técnica obrigatória de cobertura pelos planos de saúde.

Fique atento, não negligencie as dores na coluna, assim como assimetrias nos ombros, costelas e bacia…

E em caso de dor na coluna e nos ombros, sempre procure um especialista para que possa receber um diagnóstico mais preciso, de forma a direcionar seu tratamento.

Previna-se e complemente o seu conhecimento com esses próximos artigos:

👉 Coluna travada: Saiba o porquê acontece e o que fazer  

👉 Alongamento para coluna: Aprenda a prevenir a dor nas costas 

👉 Saiba como a obesidade pode gerar problemas na coluna 

👉 Os malefícios causados pela má postura corporal – Dr Henrique Noronha

Vale ressaltar a importância de um médico especializado para realizar o diagnóstico correto. Pensando em proporcionar a melhor solução para sanar os problemas dos pacientes, o Dr. Henrique Noronha é médico ortopedista, especialista em cirurgia de coluna e intervenção de dor, usando técnicas minimamente invasivas, se colocando sempre à disposição para trazer mais qualidade de vida às pessoas que sofrem com problemas na coluna – Agende já a sua consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.