Frio e dor nas costas… Basta os termômetros baixarem para que a queda de temperatura traga consigo, além dos casacos e cachecóis, as queixas de quem costuma sofrer de dor na coluna. Será?

A hipótese mecanicista e biológica, diz que o frio pode causar dores nas costas porque faz com que os músculos, tendões e ligamentos que sustentam a coluna se contraiam, assim como os vasos sanguíneos que, contraídos, diminuem a oxigenação dos tecidos.

Porém, esta hipótese não é sustentada cientificamente. Ou seja, o frio sozinho não parece causar dor em todas as pessoas, mas sim, pode aumentar a sensação de dor em pessoas específicas!

Segunda maior causa de visitas de pacientes aos médicos, a dor lombar, por exemplo, só perde para as dores de cabeça, e costuma aumentar em pessoas específicas  na estação mais fria do ano. Entre as reclamações, estão desde as dores na coluna, até a sensação de costas “travadas”.

Por que as costas doem mais no frio?

No frio o corpo fica em constante reação de defesa, realizando contrações involuntárias para ajudar a aumentar a temperatura do corpo (sabe aquela batida de queixo e a tremedeira mesmo quando você está coberto por agasalhos bem quentinhos? É isso), e com isso sensibilizar  as raízes nervosas que sustentam a coluna, como dissemos mais acima.

Mas importante: Geralmente as dores surgem em pessoas que já têm algum problema de coluna, e com as contrações da musculatura e vasos, as dores nas articulações e nervos aumentam.

Os fatores que parecem estar associados à piora de dor são dor crônica (fibromialgia), depressão, histórico de cirurgia prévia, compressão ou doenças dos nervos da coluna (sequelas ou hérnias de discos em atividade), além de pacientes com idéias ruins sobre a própria doença (catastrofização). 

Por que as pessoas com dor crônica nas costas e pescoço sofrem mais no frio?

Um estudo científico realizado na Suécia e divulgado na  revista International Archives of Occupational and Environmental Health analisou cerca de 135 mil trabalhadores do sexo masculino, e notou que os homens que atuavam em temperaturas baixas eram os que relatavam maior incidência de dores lombares. Na Finlândia, uma pesquisa semelhante apresentou os mesmos resultados. 

Uma das causas desse aumento de dor nas costas em lugares mais frios pode ser a queda da pressão barométrica, exercida pelo peso atmosférico. Essa pressão costuma acompanhar as temperaturas mais baixas e pode inchar os tecidos circundantes das articulações, estimulando os nervos responsáveis pela dor.

As queixas da coluna vertebral fazem-se ouvirem forma de dor. O frio não estimula apenas as dores musculares, ele atinge também as articulações do corpo em pacientes com problema ou não na região.

O frio evidencia a sensibilidade à dor, e pacientes com dor crônica musculoesquelética podem sentir mais os sintomas nesse período. A contração dos músculos vai provocar um estímulo maior nas articulações, aumentando a sensibilidade já existente na região, causando a dor e evidenciando ainda mais a sensibilização periférica.

Outra teoria é que o sistema neurológico de condução de dor é o mesmo que o de temperatura, logo pode haver confusão na percepção dos estímulos pelo cérebro.

O que fazer para diminuir as dores da coluna no frio?

Para começar é interessante uma prevenção. Não deixe o inverno chegar para sofrer com esses problemas por sedentarismo. 

Faça alongamos diários, exercícios físicos, musculação e demais que possam fortalecer a sua coluna.

No inverno não se deve parar de exercitar. É importante que todos se agasalhem e tenham um cuidado maior com o aquecimento e alongamento. O grande erro e que levará a piora das dores nas costas e no pescoço no inverno, é interromper ou diminuir as atividades físicas regulares.

Ao fazer atividade física como caminhada ou corrida, por exemplo, é preciso se agasalhar melhor.

Tenha também cuidado com sua postura e cuidado ao dormir. Sabemos que no frio gostamos de ficar “encolhidinho” ou uns minutos a mais na cama. A postura é extremamente importante assim como a posição ao dormir, pois isso vai ajudar a prevenir problemas na coluna.

Se mesmo tomando todos esses cuidados a dor nas costas aparecer, a dica é procurar uma boa posição para ficar, uma posição que não incomode até a dor passar, claro que algumas vezes você vai precisar tomar um relaxante ou um remédio para dor, mas encontrar uma posição confortável é importante. Se o incômodo persistir, é recomendado procurar um especialista.

Predisposição para dores nas costas no frio

Algumas pessoas estão mais predispostas ao aparecimento de doenças relacionadas à coluna. Na maioria das vezes são pessoas que já passaram por cirurgia, possuem sequelas ou pinçamento dos nervos e que já sofrem com inflamação nas articulações, ou dor crônica.

Confira algumas características que podem estar associada a piora da dor no frio:

Se você possui alguma destas características, procure  seu médico antes de chegar o inverno e converse com ele sobre as dores que podem aparecer nessa época, veja o que você pode fazer e já previna sabendo o remédio que pode tomar caso as dores apareçam. 

Não deixe de se cuidar, conseguir evitar a crise de dor é sempre a melhor opção. É importante notar que a maior parte das dores na coluna é causada não por um problema com a própria coluna, mas por tensão ou lesão dos músculos, tendões e ligamentos que a sustentam.

Fique atento, não negligencie as dores na coluna, assim como assimetrias nos ombros, costelas e bacia…

E em caso de dor na coluna e nos ombros, sempre procure um especialista para que possa receber um diagnóstico mais preciso, de forma a direcionar seu tratamento.

Previna-se e complemente o seu conhecimento com esses próximos artigos:

👉 Coluna travada: Saiba o porquê acontece e o que fazer  

👉 Alongamento para coluna: Aprenda a prevenir a dor nas costas 

👉 Saiba como a obesidade pode gerar problemas na coluna 

👉 Os malefícios causados pela má postura corporal – Dr Henrique Noronha

Vale ressaltar a importância de um médico especializado para realizar o diagnóstico correto. Pensando em proporcionar a melhor solução para sanar os problemas dos pacientes, o Dr. Henrique Noronha é médico ortopedista, especialista em cirurgia de coluna e intervenção de dor, usando técnicas minimamente invasivas, se colocando sempre à disposição para trazer mais qualidade de vida às pessoas que sofrem com problemas na coluna – Agende já a sua consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.