A dor na coluna é muito comum e geralmente melhora em algumas semanas ou meses. 

Além do incômodo causado, essa enfermidade pode gerar e/ou pode estar associada a outros quadros clínicos mais graves. Descobrir as causas é imprescindível para recuperar a qualidade de vida e as atividades do dia a dia.

Os desconfortos mais comuns são na região lombar, cervical e região do pescoço.  Contudo, se a dor for persistente ou estiver associada a outros sintomas, como febre e vômitos, deve-se procurar um médico especialista imediatamente.

De modo geral, pequenas alterações em nosso cotidiano são suficientes para aliviar quadros simples dessas dores. Mas a dor na coluna nunca deve ser ignorada, e somente o médico ortopedista pode fazer o diagnóstico e indicar o tratamento mais adequado. 

As principais causas das dores na coluna

Como os casos mais comuns são decorrentes de má postura durante o dia e ao dormir, recomenda-se muita atenção à posição da coluna ao andar, sentar e deitar. 

Má postura

As posturas inadequadas ao realizar atividades do dia a dia, é a maior causa de dor muscular nas costas. Olhar constantemente para baixo ao mexer no celular ou computador força os músculos do pescoço para baixo e sobrecarrega a coluna vertebral.

Além disso, bolsas laterais ou muito pesadas e sapatos de salto alto contribuem para o mau posicionamento da espinha, e poderão levar o indivíduo a ter cifose, lordose e escoliose.

Não podemos esquecer que também pode causar dor aguda no nervo ciático e em casos mais graves, uma crise de lombalgia pode surgir. Deve-se estar atento às possíveis aparições de hérnia de disco.

Problemas de saúde

As dores nas costas podem indicar a presença de outras doenças mais graves. Fraturas, lesões, degeneração dos discos da coluna e pinçamentos nos nervos são alguns problemas associados.

Outros quadros, como apendicite, pedras nos rins, pedras na vesícula, câncer e infecções, também podem causar dores na região dorsal do corpo.

Excesso de exercícios

Do mesmo modo que a ausência de atividade física é prejudicial à saúde, o excesso também é. Realizar muitas horas de exercícios por dia, principalmente atividade de impacto, pode causar fraturas e lesões responsáveis por dores nas costas.

Nesses casos, a dor pode ser agravada se a repetição for feita de forma incorreta, podendo gerar doenças crônicas e irreversíveis.

Para evitar complicações, o ideal é consultar um especialista para adequar o tempo de treinamento ao seu organismo.

Além disso, é indispensável que se solicite a supervisão de um profissional durante a execução dos movimentos.

Assim, ao sentir incômodos muito fortes no meio das costas ou até o meio do tórax, ou que estejam relacionados com mais sintomas, deve-se procurar um médico imediatamente.

👉 Saiba mais: Lesões no Esporte: Quais as Principais Lesões na Coluna de Atletas – 

Colchão

Colchões muito velhos ou feitos com materiais de baixa qualidade são um dos principais fatores responsáveis pelas dores nas costas. Um bom colchão deve garantir a sustentação adequada do corpo, além de manter um bom nível de conforto.

Quando o colchão atingir o seu tempo de validade, não se deve hesitar em trocá-lo. Resistir à compra de um novo colchão pode ser muito custoso para a saúde e a qualidade de vida.

Sedentarismo

Ficar muito tempo sentado em frente ao computador ou depender do carro para qualquer atividade pode ser a causa de muitas dores, inclusive das dores na coluna.

Permanecer parado na mesma posição por muito tempo pode levar a uma descoordenação do sistema nervoso que passa a perceber estímulos de posição como dor (experimente ficar com o braço levantado na sua frente por mais de 1 minuto!) e pode atrofiar os músculos responsáveis pela sustentação da coluna. Isso torna essa região menos resistente para suportar o peso da cabeça e do tórax.

Os tipos mais comuns de dor na coluna

As lesões nas costas, mais especificamente na espinha dorsal, são problemas que podem surgir em qualquer idade e por diversos fatores. 

Entorses

Acontecem quando os ligamentos, estruturas que garantem estabilidade para as vértebras, são deslocados dos seus anexos. Geralmente, ocorre em consequência de um movimento de flexão ou torção das costas. Como efeito, é dado início a um processo inflamatório no local. 

Frequentemente, as entorses surgem em decorrência da prática de atividade sem o devido alongamento ou aquecimento.

Hérnia de Disco

Esse tipo de dor na coluna é bastante conhecido e é uma das causas mais incapacitantes. 

A Hérnia de Disco Surge devido ao enfraquecimento do disco intervertebral, que é uma espécie de amortecedor. Sua função é a de evitar o atrito entre os ossos, reduzindo os impactos. 

Com a lesão, há uma compressão dos nervos, criando uma sensação de queimação, perda de sensibilidade, ou até mesmo, dormência. 

👉 Saiba mais: Tudo sobre Hérnia de Disco: O que é, sintomas e tratamentos 

Lesão na medula espinhal

Essa estrutura é parte fundamental do sistema nervoso central. Ela é responsável por abrigar o tecido que leva as instruções do cérebro para o resto do corpo. 

As causas principais de lesão na medula espinhal estão relacionadas a traumas, quedas ou acidentes de trânsito, por exemplo. 

Lombalgia

Esse quadro ocorre na parte baixa das costas. Em sua forma aguda, pode levar de quatro a seis semanas para que a dor na coluna desapareça. Quando se apresenta de maneira crônica, o incômodo tende a persistir por mais de 12 semanas. 

A má postura, artrose, problemas emocionais, hérnias de disco e inflamações podem ocasionar essa condição. 

👉 Saiba mais: Lombalgia: saiba as causas e o que fazer para aliviar a dor crônica na lombar

O que é bom para aliviar a dor na coluna?

Algumas opções de tratamentos para aliviar a dor na coluna podem ser:

Colocar uma compressa morna onde dói

As compressas de gel ou de água quente podem ser compradas nas farmácias ou preparadas em casa utilizando grãos secos como arroz ou feijão, por exemplo. A compressa morna aumenta o fluxo sanguíneo no local, relaxa as estruturas musculares, promovendo analgesia, mas deve ser usada com cuidado para não queimar a pele, sendo recomendado também fazer a compressa por no máximo 15 minutos.

Usar remédios 

Passar uma pomada no local da dor pode ser útil para combater os sintomas. Os analgésicos e anti-inflamatórios são indicados quando a dor é intensa e não permite o trabalho, diminuindo a qualidade de vida do paciente, mas só devem ser usados sob orientação do ortopedista porque não devem ser utilizados em excesso e porque possuem contra indicações.

Os remédios para dor na coluna podem ser usados durante algumas semanas e sempre com protetor gástrico para evitar lesões no estômago.

Fazer fisioterapia

A fisioterapia com aparelhos, massagem terapêutica e exercícios é excelente para aliviar a dor e tratar os problemas de coluna porque é direcionada a sua causa. É recomendado que a fisioterapia seja realizada de preferência todos os dias ou pelo menos 3 vezes por semana dependendo da intensidade dos sintomas e da causa associada à dor.

Alongar os músculos

A dor na coluna pode ser aliviada e tratada com exercícios que devem ser indicados pelo fisioterapeuta, porque nem todos os exercícios são indicados. 

Recorrer à acupuntura

As sessões de acupuntura podem ajudar a aliviar a dor nas costas, mas não deve ser usada exclusivamente, sendo indicado que seja realizada 1-2 vezes por semana, enquanto os sintomas estiverem presentes.

Fique atento, não negligencie as dores na coluna, assim como assimetrias nos ombros, costelas e bacia…

E em caso de dor na coluna e nos ombros, sempre procure um especialista para que possa receber um diagnóstico mais preciso, de forma a direcionar seu tratamento.

Complemente o seu conhecimento com esses próximos artigos:

👉 Coluna travada: Saiba o porquê acontece e o que fazer  

👉 Cifose: O que fazer para evitar a “corcunda” na coluna 

👉 Lordose ou Hiperlordose? Saiba quais as causas e diferenças entre elas. 

👉 Os malefícios causados pela má postura corporal – Dr Henrique Noronha

Vale ressaltar a importância de um médico especializado para realizar o diagnóstico correto. Pensando em proporcionar a melhor solução para sanar os problemas dos pacientes, o Dr. Henrique Noronha é médico ortopedista, especialista em cirurgia de coluna e intervenção de dor, usando técnicas minimamente invasivas, se colocando sempre à disposição para trazer mais qualidade de vida às pessoas que sofrem com problemas na coluna – Agende já a sua consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.