Você já sentiu uma dor tão forte nas costas que chegou a ficar com a coluna travada? Esse sintoma muito incômodo pode atrapalhar sua rotina e até impedir que você cumpra atividades banais do dia a dia…

A coluna travada nada mais é do que um mecanismo de defesa do corpo para estabilizar a região que está machucada, impedindo que a lesão se agrave. É como um sinal de alerta de que algo está errado e não pode ser ignorado.

Neste contexto, encontrar formas de amenizar esse problema e impedir que ele volte é muito importante para recuperar a sua qualidade de vida.

Você sabe como agir nesses casos? Neste artigo, separamos algumas informações relevantes. Acompanhe!

Coluna travada

O que é exatamente uma coluna travada?

Como já dissemos anteriormente, a coluna travada é um mecanismo de defesa do corpo,  é o sinal de que a dor nas costas pode estar em uma fase aguda e intensa. Geralmente a dor é tão forte a ponto do paciente não conseguir se movimentar, sendo que os casos mais comuns estão associados a quadros nos quais o paciente, ao fazer força, acaba dobrando o tronco para frente.

Assim, ao perceber as fortes dores, o organismo se “blinda” a fim de amenizar as dores e prevenir incidentes mais graves.

O que fazer quando a coluna trava?

A dor na coluna é um sintoma muito comum entre as pessoas. Especialistas estimam que mais de 80% das pessoas tenham ao menos um episódio de dor nas costas ao longo da vida. Mas em alguns casos, a dor surge de forma tão intensa que deixa o indivíduo com a “coluna travada” impossibilitando de mover-se à posição que estava inicialmente.

Esta dor aguda nas costas provoca uma série de sentimentos, como medo, estresse, ansiedade e preocupação acerca dos motivos para ter ocorrido e qual impacto terá na saúde. Também traz dúvidas sobre quanto tempo irá permanecer e interferir na realização das atividades diárias.

É importante estar ciente que nessa situação, mas o mais importante é buscar ajuda médica especializada para amenizar e controlar a dor através de medicações analgésicas, anti-inflamatórias, e até analgésicos opióides mais fortes podem ser receitados dependendo da intensidade do quadro.

Coluna Travada

As causas da coluna travada

A dor lombar na forma aguda é uma experiência bem dolorosa e caracteriza-se por ser um episódio súbito e de curta duração causado pela rigidez e tensionamento da musculatura na região da coluna. 

Muitas vezes está relacionada a traumas agudos, como estiramentos musculares, contusões e entorses. No entanto, alguns fatores como sedentarismo, obesidade, longas horas sentado, contribuem para o seu desenvolvimento.

A dor nas costas também é comum nas seguintes condições:

Dor nas costas

Como tratar a coluna travada

Assim que sentir a sua coluna travar, é muito importante que você fique em repouso e aplique compressas de água quente no local para controlar a dor. 

Após estabilizar a dor, buscar por acompanhamento com médico especialista em coluna é uma das alternativas para o tratamento da coluna travada ou dor aguda nas costas, pois o profissional analisará e buscará a causa, através da história clínica, exames físicos e de imagem, para evitar novos episódios e identificar se a dor foi devido à contratura / espasmo muscular ou se foi devido a uma lesão no disco vertebral.

Sob orientação médica, você também pode fazer uso de medicações analgésicas e anti-inflamatórias, que ajudam a melhorar os sintomas no prazo de 2 a 3 dias.

Geralmente, essas medidas simples são suficientes para controlar a dor na lombar e a coluna travada. Caso o paciente apresente lesões ou desvios de coluna, no entanto, pode ser preciso operar.

Depois de uma crise, é importante fazer um acompanhamento médico e exercícios de fortalecimento para evitar que o quadro se repita e provoque mais dor. Alongamentos e massagens também podem ajudar a aliviar a dor lombar.

Com a melhora do quadro da dor, a reabilitação motora, fisioterapia, reabilitação postural (RPG), musculação e a acupuntura poderão ser indicadas.

Dor Lombar

Como prevenir o travamento da coluna?

A coluna travada é uma experiência bem dolorosa, mas que felizmente, na maior parte dos casos, é resolvida em curto período de tempo. Há situações em que a dor não melhora satisfatoriamente e requer contínuo acompanhamento médico. 

O principal objetivo é resolver o episódio de dor aguda o mais rápido possível e, posteriormente, adotar práticas de prevenção optando por atividades físicas regulares e hábitos saudáveis que terão impacto positivo não só na saúde da coluna, como do corpo e da mente.

Fique atento, não negligencie as dores na coluna, assim como assimetrias nos ombros, costelas e bacia…

Vale ressaltar a importância de um médico especializado para realizar o diagnóstico correto, em alguns casos a intervenção cirúrgica pode ser recomendada por um especialista, com a finalidade de facilitar a locomoção. 

Pensando em proporcionar a melhor solução para sanar os problemas dos pacientes, o Dr. Henrique Noronha é médico ortopedista, especialista em cirurgia de coluna e intervenção de dor, usando técnicas minimamente invasivas, se colocando sempre à disposição para trazer mais qualidade de vida às pessoas que sofrem com problemas na coluna – Agende já a sua consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *