Artroplastia Cervical

Substituição de disco cervical (Artroplastia Cervical ou Prótese Discal)

A artroplastia do disco cervical, ou substituição do disco cervical, é um procedimento cirúrgico que substitui um disco intervertebral danificado ou degenerado por um implante (disco artificial) projetado para preservar o movimento do pescoço. A substituição do disco cervical é uma operação realizada na coluna cervical (pescoço), usada para tratar doenças como braquialgia do braço (dor no nervo do braço) e radiculopatia cervical, normalmente devido à hérnia de disco cervical (prolapso).

A substituição do disco cervical é normalmente realizada para evitar a fusão de um a dois níveis da coluna, preservando assim o movimento e o movimento do pescoço e evitando a degeneração em outros níveis da coluna. Esse procedimento tem como objetivo aliviar a dor causada pelos nervos comprimidos na coluna cervical. O procedimento é semelhante a uma Discectomia Cervical Anterior e Fusão (ACDF), no entanto, em vez de fundir a coluna vertebral, um implante de preservação de movimento é inserido no espaço do disco.

Pinçamento de nervo por um abaulamento discal

Este é um procedimento muito comum. A cirurgia é bem tolerada pela maioria dos pacientes, sendo a média de internação de 1 dia. O procedimento é realizado sob anestesia geral.

Uma pequena incisão é feita na parte frontal do pescoço, geralmente com 3 a 4 centros de comprimento. Nenhum músculo significativo é cortado durante a abordagem da coluna vertebral, portanto, a dor pós-operatória é mínima. É comum sentir dor de garganta e algum desconforto leve ao engolir após a cirurgia. Isso geralmente se estabiliza em 2-3 dias.

O objetivo da cirurgia é descomprimir os nervos e a medula espinhal removendo o disco intervertebral danificado. Isso melhora os sintomas de dor nos nervos e dor no pescoço. Uma vez que o disco é removido e os nervos não mais comprimidos, um dispositivo de preservação de movimento (disco artificial) é inserido no lugar do disco para manter os corpos vertebrais separados. O disco artificial funciona como um disco intervertebral normal, preservando o movimento e o movimento.

A cirurgia de substituição de disco é muito bem tolerada pela maioria dos pacientes e alivia os sintomas de compressão nervosa em mais de 90% dos pacientes. Pode ocorrer alguns dos seguintes sintomas após a cirurgia, que geralmente melhoram em 1 a 4 semanas:
– dor de pescoço
– dor entre as omoplatas (dor interescapular)
– formigamento, no braço ou na mão:
– uma mudança no caráter de sua voz – devido ao afastamento dos nervos que vão para suas cordas vocais
– dor de garganta/dificuldade em engolir: afastamento do esôfago

Esses sintomas geralmente são facilmente controlados com analgesia simples. Os pacientes são orientados a evitar levantamento de peso, esportes de contato e esforço físico excessivo por 6 a 12 semanas após a cirurgia. A maioria dos pacientes pode voltar a dirigir após 2 a 3 semanas. Não é rotina que os pacientes tenham que usar um colar cervcal após a cirurgia.

Riscos da artroplastia de disco cervical

A maioria das cirurgias de artroplastia de disco cervical pode ser realizada com segurança e sem complicações. No entanto, como qualquer procedimento cirúrgico, existem riscos associados tanto ao anestésico quanto ao procedimento em si:

Alterações de voz – geralmente melhoram em alguns dias
Lesão recorrente do nervo laríngeo causando mudanças permanentes na voz
Dificuldades para engolir – disfagia – geralmente melhora em alguns dias
Dor na parte superior das costas
Lesão esofágica, traqueal
Lesão do nervo causando dor, dormência ou fraqueza no braço
Lesão da medula espinhal causando paralisia dos braços e pernas
Soltura da prótese
Doença do segmento adjacente (ASD) – degeneração no nível da coluna acima ou abaixo da fusão
Sintomas persistentes
Recorrência de sintomas
Mau posicionamento ou mau funcionamento do disco artificial

Considerações Gerais:

A substituição do disco cervical é um procedimento minimamente invasivo realizado por meio de uma pequena incisão na parte frontal do pescoço. A substituição do disco cervical é geralmente realizada para tratar condições como hérnia de disco cervical (prolapso) e estenose do canal cervical. Geralmente é realizada para aliviar sintomas como braquialgia (dor no braço), dormência, formigamento ou fraqueza nos braços ou nas mãos e, às vezes, dor no pescoço.

Durante a substituição do disco cervical, a coluna é exposta ao retrair a laringe e o esôfago. Assim que a coluna é exposta, o disco danificado é removido para permitir a descompressão dos nervos espinhais. O disco é então substituído por um disco artificial, que preserva o movimento.

É impossível prever quanto alívio da dor você receberá e com que rapidez ocorrerá após a cirurgia de substituição de disco. Freqüentemente, os pacientes apresentam alívio imediato dos sintomas do braço após a cirurgia. Em outras ocasiões, pode levar semanas ou meses para os sintomas melhorarem.

Alguns pacientes apresentam dor, dormência ou fraqueza que não melhora completamente e pode ser permanente. Isso geralmente é devido a lesão permanente do nervo ou da medula espinhal como resultado de compressão nervosa de longa data, ou ainda, alteração crônica do processamento da dor (dor nociplástica).

É muito comum sentir dormência e formigamento nos braços e nas mãos nas primeiras semanas após a cirurgia. Isso melhora lentamente com o tempo na maioria dos pacientes.

Se você não teve melhora dos sintomas de dor no braço após a cirurgia, é importante relatar isso ao Dr. Henrique.

É muito comum sentir dor no pescoço e entre as omoplatas nas primeiras semanas após a substituição do disco cervical. Esta é uma dor incisional e adaptativa da prótese, e normal no pós-operatório e deve melhorar lentamente à medida que a ferida e os músculos cicatrizam.

É normal sentir algum nível de desconforto e rigidez no pescoço após a substituição do disco cervical. Isso pode persistir por semanas ou até meses. As melhorias na dor e rigidez no pescoço podem levar muitos meses para se tornarem evidentes, por isso é importante ser paciente com sua recuperação, porém, possuímos recursos para tratar tais sintomas.

É normal sentir dor de garganta e algum desconforto ao engolir nas semanas ou meses após a cirurgia. Isso ocorre devido à retração na laringe e no esôfago. Esses sintomas devem melhorar lentamente com o tempo. Alguns pacientes também notarão uma mudança na qualidade de sua voz após a cirurgia. Isso geralmente melhora com o tempo e raramente é permanente.

É importante que você faça suas atividades com calma e cautela durante as primeiras seis semanas após a cirurgia de substituição do disco cervical, de forma a permitir que a ferida cicatrize e maximize sua recuperação.

Tire sua dúvida de Prótese de Disco com Dr Henrique!